Fabrina Martinez é e escreve

Foto de Paula Mello


















Fotos: Paula Mello
Meu nome é Fabrina Martinez, com F. Isso é muito importante. Nasci em 1978, na cidade Campo Grande (MS) e estou familiarizada com ipês, tereré e muitas outras delicadezas. Gosto de livros, café, cachorros e silêncio. Trabalho com a realidade (às vezes), portanto, a primeira coisa a ser dita é que a apresentação foi feita por mim e não usarei a terceira pessoa pois Fabrina não é Edson. Sou mãe e filha, mas só eu falo a palavra filha em voz alta.

Cresci em muitas cidades e gostava de fugir da sala de aula para me esconder na Biblioteca. Qualquer uma, de qualquer escola. Quando criança, meu sonho era ter uma profissão em que tivesse uma mesa com muitos papéis e canetas. Faço análise desde 2016 para entender quem sou. Isso também é muito importante. Ainda estou aprendendo a cozinhar e não consigo fazer tricô ou crochê. É uma pena. Sou canhota e me oriento usando o calo no dedo médio (de escrever muito) como referência.

Sou jornalista há 20 anos, mestre em Estudos Literários pela UFMS há sete e até o final de 2020 serei uma escritora publicada. Escrevo prosa, poesia, roteiros, ensaios, crítica literária, lista de mercado, de afazeres domésticos e coisas que gostaria de fazer como saltar de paraquedas mesmo tendo medo de altura. Cartas de amor não. São ridículas. Tenho trabalhos publicados na vastidão da internet desde a época do pulso único. Meu primeiro blog, criado em 2001 (ou 2002?), se chamava Minha mãe não é fanha. Ai Gabi, só quem viveu sabe.

Em 2019, publiquei um conto na edição 17 da revista Café Espacial, que está entre as indicadas ao Prix de la BD alternative (categoria dedicada aos quadrinhos alternativos) do 47 º Festival Internacional de la BD d’Angoulême. Em 2020, lanço minha primeira novela com financiamento do ProAc da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo. Divido todo processo de escrita e experiência aqui no site.
Foto de Paula Mello

Assine gratuitamente a newsletter * Fabrina com F * e receba toda semana o puro suco dos blogs da década de 2000. Narrativas, anginas, digressões, resenhas e comentários feitos por uma mulher que escreve.
Fabrina Martinez - Escritora, poeta, jornalista.

Fabrina Martinez - Escritora, poeta, jornalista.

Proac